Como proteger meu cão do frio? Veja algumas dicas

Como proteger meu cão do frio? Veja algumas dicas

Entender como proteger o cachorro do frio é um ato de amor. Assim como nós, humanos, o frio é algo que muitas vezes pode sair do controle. Desta forma, entender como manter o cachorro aquecido, confortável e satisfeito durante o inverno, é de suma importância. Por isso, acompanhe o artigo e aprenda o que você pode fazer para, com equilíbrio, deixá-lo quentinho.

Para entender como proteger o cachorro do frio, antes de qualquer coisa, você precisa ter em mente que o pelo é o maior cobertor do animal. Sim, ele não está lá para enfeite. O pelo do cachorro serve como uma proteção a áreas e situações externas. Da mesma forma que o pelo protege o cachorro do calor, sendo um isolante térmico, ele protege-o do frio. Desta forma, o bem-estar é garantido de forma automática.

No entanto, há dias em que o frio é tão intenso, que o que nós estamos sentindo, automaticamente é transmitido ao cachorro. Ou seja, imaginamos que o nosso frio é o frio deles. Em certos casos, pode até ser. Mas certamente são sensações diferentes. Desta forma, há situações que você pode proporcionar ao cão para que ele se proteja e esteja preparado para o inverno. Continue lendo…

Considere vacina-lo contra a gripe

Assim como acontece com a gripe em humanos, o vírus da gripe canina circula durante o ano todo, mas é fato que a doença se torna mais frequente durante o inverno.

Sendo assim, ao contrário do que muitos pensam, não é que o vírus se torne mais ativo e perigoso em baixas temperaturas. Ocorre que, com a queda da temperatura, a tendência é fecharmos as janelas, diminuindo a circulação do ar dos ambientes.

Ou seja, se algum pet estiver doente, o vírus espalhado por ele permanecerá mais concentrado e por mais tempo em determinado local, facilitando a transmissão para outros pets.

Cuidado com a tosa

Outro cuidado muito importante é quanto à tosa. Durante o inverno, evite tosas muitos baixas e deixe os pelos maiores, para aproveitar a proteção natural do cão e garantir que ele não fique com frio.

O ideal é optar pela tosa higiênica, que corta apenas os pelos de locais como os vãos dos dedos e a face, para evitar que sujeira fique grudada.

Cuidado com os banhos

Com os dias frios, os banhos precisam ser bem quentinhos. Porém, o mais adequado mesmo é diminuir a frequência de banho e só dar em dias que tenham a temperatura mais alta e agradável.

Mesmo assim, garanta a água aquecida (morna), seque o peludo com a toalha e não se esqueça de finalizar o banho com o secador. Nunca deixe ele molhado, pois ficará com frio.

Cachorro com frio come mais!

No inverno, o cães acabam gastando mais energia para manter a temperatura do corpo. Por isso, é comum que eles comam mais do que durante o verão.

Em animais saudáveis, a quantidade de alimento poderá ser aumentada em até 20%. Já em pets obesos isso não deve ser feito. Converse com o Médico Veterinário do seu amigo de quatro patas, para que ele avalie as condições do seu animal de estimação e indique sobre a quantidade de alimento a ser oferecida em dicas mais frios.

 

Deixe uma resposta